Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

  • '
    '

    Acpp

    Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal

  • '
    '

    Desde 1977

    Representa os Profissionais Portugueses de Cozinha e Pastelaria

  • '
    '

    Formação Profissional Certificada

    Escola Cozinha e Pastelaria

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

MARIA EUGÉNIA MARTINS FERREIRA
LISBOA
(Especialidade de Abrantes – Receita muito antiga, conventual e rara)

1/ 2 Kg de farinha de milho
125g de farinha de trigo
2 dl. de azeite bom
1 Colher de canela (das de chá)
1 Colher de erva-doce moída (das de sopa)
Erva-doce em grão q.b. (1 colher de chá)
Pedras de sal q.b.
1 Chávena de mel puro (das de chá)
1 Chávena de açúcar escuro (das de chá)
100g de pedacinhos de noz
1 /2 lt. de água

Espoa-se (peneirando) a farinha de milho que deve ficar reduzida a metade e lota-se, em seguida, com a de trigo.
 Põe-se ao lume um tacho com ½ litro de água, 2 dl. de azeite, 1 colher de canela em pó, uma colher de sopa com erva-doce moída e certa quantidade desta em grão (uma colherzinha bem, cheia), uma chávena das de chá de mel puro, igual quantidade de açúcar escuro e umas pedrinhas de sal.

Deixa-se ferver esta mistura durante alguns minutos. Lotadas as farinha de milho e de trigo (a primeira espoada é reduzida a metade) misturam-se pouco a pouco, no tacho que deve continuar sempre ao lume e mexe-se com uma colher de pau até cozer a massa que deve ficar forte. A mistura da farinha no tacho deve ser lenta e cuidadosa para que não forme grumos.

Caso a massa não enxugue, junta-se-lhe mais um pouco de farinha de milho. Depois de cozida e grossa, retira-se a massa do lume e junta-se-lhe então, os bocadinhos de nozes e querendo, também se pode juntar bocadinhos de amêndoa (miolo).

Em seguida tendem-se as broinhas no tamanho que se deseja (em geral pequeninas) sob a forma de canoa estreita e colocam-se num tabuleiro de folha untado com azeite e levam-se a forno bem quente, para cozerem, evitando demoras para que não endureçam muito.

Retiradas as broinhas do forno, polvilham-se com açúcar pilé ou em pó, sendo este último preferível porque ficam mais bonitas.
Devem comer-se no dia seguinte porque estão mais enxutas e consistentes.

 

MLM

 

 

Acessos: 271
Tagged Under

Visitantes

Temos 363 visitantes e 0 membros em linha

Morada

Morada: Rua de Sant`Ana à Lapa,
nº 71 C, 1200 - 798 Lisboa.
Telefone: +351 21 362 27 05
Fax: +351 21 362 58 15

Mail / Sites

Geral: acpp@acpp.pt 
Formação: formacao@acpp.pt  
Marketing: marketing@acpp.pt
Site: http://www.acpp.pt
Formação: http://www.acpp.com.pt