Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

  • '
    '

    Acpp

    Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal

  • '
    '

    Desde 1977

    Representa os Profissionais Portugueses de Cozinha e Pastelaria

  • '
    '

    Formação Profissional Certificada

    Escola Cozinha e Pastelaria

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

MARIA DA ASCENÇÃO GONÇALVES C. RODRIGUES
COVILHÃ / FERRO

Esmagam-se as uvas e imediatamente antes de ferver ou fermentar, tira-se este sumo para uma caldeira de cobre ou qualquer outra vasilha na falta desta.

A quantidade varia. Pode fazer-se um, dois ou mais cântaros de vinho ou mosto.

Põe-se a ferver até abastecer, chega a ferver um dia inteiro, conforme a porção e o lume que se utilizar.
Antes de minguar muito, a meio do tempo mais ou menos, deitam-se-lhe algumas maçãs partidas aos pedaços e bastantes nozes.

Ferve tudo e quando a mistura está já um pouco espessa, tira-se do lume e deita-se em jarras de vidro ou, mais vulgarmente, barro vidrado.

Este doce fica muito caro pelo tempo que leva a cozer e pelo vinho em mosto que , apesar de ser muito, depois de cozido (pronto)  fica reduzido a pouco.

É talvez por isso, que hoje pouca gente o faz.

O Arrobe serve para se comer de sobremesa e para “barrar” fatias de pão, fazendo as vezes de manteiga ou qualquer compota.


Abastecer quer dizer, espessar, engrossar. Este doce pode conservar-se em frascos como qualquer doce de fruta.

 

MLM

Tagged Under

Visitantes

Temos 82 visitantes e 0 membros em linha

Morada

Morada: Rua de Sant`Ana à Lapa,
nº 71 C, 1200 - 798 Lisboa.
Telefone: +351 21 362 27 05
Fax: +351 21 362 58 15

Mail / Sites

Geral: acpp@acpp.pt 
Formação: formacao@acpp.pt  
Marketing: marketing@acpp.pt
Site: http://www.acpp.pt
Formação: http://www.acpp.com.pt