Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

  • '
    '

    Acpp

    Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal

  • '
    '

    Desde 1977

    Representa os Profissionais Portugueses de Cozinha e Pastelaria

  • '
    '

    Formação Profissional Certificada

    Escola Cozinha e Pastelaria

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

1 Litro de sangue de porco (que se apara com um golpe de vinagre para não coalhar)
1 ½ de açucar
2 Pacotes de maisena
125grs de manteiga
250grs de gordura de porco
1/ 2 Litro de pinhões
100 grs de amêndoas descascadas
1 ½ de farinha de  trigo
Cominhos, canela, erva doce, água de flor de laranja e sumo de tangerina, havendo.

Num grande tacho desfaz-se a farinha de trigo  em água morna e vai-se mexendo sempre para não fazer massa. Desfaz-se a maisena em água e passando-a por um passador  junta-se à farinha. A maisena, não se usa logo toda, a quantidade  da grossura do sangue.
Leva-se a ferver e junta-se-lhe um pouco se água morna ,se estiver muito espessa ou farinha de  se estivar muito rala Estando na espessura desejada, junta-se  o sangue (líquido) passado pelo passador, o açucar e sal a gosto. Pode ser preciso juntar um pouco de água ao sangue se este tiver coalhado.  
À parte, faz-se um refogado com as gorduras  e cebola picada. Quando está bem loiro deita-se também no tacho passado pelo passador. Põem-se num saquinho de calabresa os cominhos e a erva doce bem atado e introduzem-se, também no tacho, mais a  canela, casca de limão, sumo de tangerina, e deixa-se cozer muito. Assim que começar a ferver deita-se um pouco de água de flor de laranja, nozes, pinhões, amêndoas e passas.
Tira-se um pouco para um prato para esfriar e se as papas não estiverem bem consistentes faz-se mais uma calda de maisena que se junta para tornar a ferver. Deve ficar de maneira que em frio se despegue do prato. Querendo que dure alguns dias não se devem pôr passas, pois faz azedar.

Tagged Under

Visitantes

Temos 377 visitantes e 0 membros em linha

Morada

Morada: Rua de Sant`Ana à Lapa,
nº 71 C, 1200 - 798 Lisboa.
Telefone: +351 21 362 27 05
Fax: +351 21 362 58 15

Mail / Sites

Geral: acpp@acpp.pt 
Formação: formacao@acpp.pt  
Marketing: marketing@acpp.pt
Site: http://www.acpp.pt
Formação: http://www.acpp.com.pt