Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

  • '
    '

    Acpp

    Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal

  • '
    '

    Desde 1977

    Representa os Profissionais Portugueses de Cozinha e Pastelaria

  • '
    '

    Formação Profissional Certificada

    Escola Cozinha e Pastelaria

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Laranja e canela, uma receita

lj6

Sobremesa pronta a ser servida

A laranja é uma das frutas que ficou sem época. Faz parte da lista de frutas que estão em permanência todo o ano, mas classificada em frutas da época ou da estação! Claro que continua a haver certas qualidades de laranja que brotam apenas na sua época e que, efetivamente têm melhor sabor. A época boa da laranja portuguesa era a partir de novembro. Na minha terra celebrava-se na festa de S. Lázaro a chegada das laranjas, a 17 de dezembro. Lá íamos em romaria até à sua capela, e fontenário, e aí se compravam as laranjas. Em Portugal, para além da grande produção do Algarve, temos ainda as famosas Laranja de Amares, Laranja de Ermelo, Laranja do Douro, Laranja de Setúbal e Laranja da Vidigueira.

Hoje irei dar-vos uma receita simples, inspirada numa sobremesa que há uma boa dezena de anos me serviram em Marrocos e que me pareceu se servir em todo o Magrebe. A laranja é uma fruta omnipresente. E quando se visita pela manhã a praça Jemaa el-Fna, é ver a quantidade de ambulantes a vender sumo de laranja. Devo confessar a minha predileção em favor destes sumos. Vemos espremer as laranjas sem juntar gelo. Receio que em muitos hotéis o gelo seja produzido com água das canalizações cuja qualidade nem sempre será a desejável.

lj1

Juliana de casca de laranja

Esta sobremesa que vou apresentar é fácil de fazer. Precisamos de laranjas, açúcar, água, canela em paus e em pó e a delicadeza de um produto que é a água de flor de laranjeira. Esta água é muitas vezes citada em receituário conventual e receituário de casas abastadas, até ao século XIX. Era produzida em Portugal, fabrico próprio ou de pequena dimensão. Deixei de ver ou encontrar a água de flor de laranjeira, que via a minha Mãe usar até no arroz doce, e desconheço se há produção nacional. Sempre que vou a Marrocos trago um frasco. Para esta receita utilizei água de flor de laranjeira produzida na Tunísia e adquirida em Lisboa no Delidelux. É um produto comum em todos os países do Magreb e também vamos encontrar no receituário de alguns países Médio-Oriente.

lj2

Início da montagem

Para a taça que vemos nas fotos utilizei os seguintes ingredientes: 7 laranjas grandes, 200g de açúcar, 1 copo de água, 14g de canela em pó, 14g de canela em pau e 1 colher de sopa de água de flor de laranjeira.

lj3

Calda de açúcar com juliana de casca

Para a preparação:

- descascar as laranjas, ficando sem a parte branca da casca e depois cortar às rodelas;

- da casca de 2 laranjas cortar em juliana fina conforme se vê na foto. Deve retirar-se a parte branca da casca e obter pedaços finos;

- colocar ao lume o açúcar com 1 copo de água e deixar levantar fervura e reduzir um pouco. Juntar o sumo de meia laranja e deixar levantar fervura. Juntar a juliana de casca de laranja e voltar a ferver um pouco. Adicionar uma colher de água de flor de laranjeira, mexer bem e retirar do lume;

- numa taça de vidro, de ir à mesa, colocar no fundo uma pequena cama de paus de canela, partidos no sentido longitudinal para criar arestas vivas e transmitir melhor o sabor da canela. Colocar uma camada de rodelas de laranja e polvilhar com canela em pó. Repetir a operação até terminar as rodelas de laranja;

- regar com a calda de açúcar que deverá está tépida;

- colocar no frigorífico pelo menos 2 horas.

lj5

Taça pronta

Fácil e boa para a saúde. Também pode fazer a calda doce com mel de flor de laranjeira, ou outro.

O molho que se acumula deve servir para regar o prato ou taça individual sempre que se serve.

Bom Apetite!

© Virgílio Nogueiro Gomes

lj7

Água de flor de laranjeira

Acessos: 2404
Tagged Under

Visitantes

Temos 105 visitantes e 0 membros em linha

Morada

Morada: Rua de Sant`Ana à Lapa,
nº 71 C, 1200 - 798 Lisboa.
Telefone: +351 21 362 27 05
Fax: +351 21 362 58 15

Mail / Sites

Geral: acpp@acpp.pt 
Formação: formacao@acpp.pt  
Marketing: marketing@acpp.pt
Site: http://www.acpp.pt
Formação: http://www.acpp.com.pt