Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Imprimir
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

MARIA FERNANDA MARTINS CONSTÂNCIO
RIBATEJO

Coze-se uma porção de feijão branco, só em água. Tem-se couves de cortar verdes, ou seja a vulgar couve de 7 semanas, escolhem-se e cortam-se à faca, pela mesma maneira de caldo-verde, mas mais grossa, também se corta os talinhos brancos e até dá bom gosto juntar uma mão cheia de nabiças cortadas pela mesma forma.
Tem-se uma caçarola de água a ferver, onde se deitam as couves e se dá uma fervura para tirar todo o verde da hortaliça. Em estando quase cozidas tiram-se do lume e escorrem-se. Em seguida junta-se o feijão e a sua água, uma cebola inteira, sal e azeite. Deixa-se ferver até estar apurado. É de notar que esta comida não deve ficar com muito caldo. Serve-se acompanhado de pão de milho.
Esta sopa é feita geralmente para o jantar e faz-se sempre a mais, que fique para o almoço do dia seguinte. Então faz-se assim:  se por acaso estiver muito seca: Junta-se um bocadinho de água, mexe-se muito bem e adiciona-se a isto umas colheres de farinha de trigo, até ficar bem homogéneo, vai ao lume até a farinha cozer, tendo o cuidado de ver se necessita de mais sal. Este prato deve ser sempre bem temperado de azeite.
Serve-se acompanhado de azeitonas, peixe frito ou bacalhau assado, temperado de azeite, pimenta, alho e vinagre ou limão. Dá-se o nome de requentado.

 

MLM

Acessos: 2948
Tagged Under