Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Imprimir
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

MARIA DA GLÓRIA VASCONCELOS E SÁ
LISBOA

1 Lampreia de 1,5 Kg. Aproximadamente
1/ 2 Litros de vinho tinto
2 dl. de azeite
2 Cebolas de tamanho médio
1 Malagueta ou piripiri
2 a 3 alhos franceses
Sal, pimenta a gosto e salsa

Escalda-se rapidamente a lampreia com água bem quente, mas que não esteja a ferver; depois com um pano grosso ou sarapilheira limpa-se bem toda a pele gomosa. Em seguida põe-se sobre o tacho em que deve ser cozinhada para que algum sangue que caia se aproveite.

Dão-se-lhe dois golpes junto ao umbigo da lampreia, um por cima e outro por baixo e um pouco mais acima solta-se a tripa que se ata logo e se vai puxando com cuidado e dando uns golpes na lampreia para se tirar mais facilmente a tripa mas sem a rebentar. A parte superior abre-se então, tira-se juntamente com o fígado.

Coloca-se então a lampreia no tacho com meio litro de vinho tinto, um pouco de sal, salsa, bastante pimenta e 2 ou 3 alhos franceses em rodelas e a manteiga ou piripiri.

Deixa-se ficar de um dia para o outro ou de manhã para a tarde.

Faz-se depois um refogado com cebola picada e bastante azeite e umas gotas de água, em seguida deita-se a lampreia com o molho e deixa-se cozinhar em lume forte durante 30 minutos. Quando está pronta e antes de a servir deita-se 1 colher bem cheia de sopa de vinagre.
 Fritam-se fatias de pão que se põem na travessa por baixo da lampreia e serve-se com arroz branco, temperado com manteiga.

MLM

 

Acessos: 1028
Tagged Under